indicações para improvisos corporais

cada música acontece como fosse um corpo, e cada corpo tem uma maneira de se tocar e se relacionar.. qualquer hora pode acontecer, como também não acontecer, depende do momento..

a música é como a vida, entre altos e baixos, não há como ser uma coisa morna ou programada, cada um se coloca sua vida na música que executa e tudo vai reverberando..

seguindo e percebendo a definição do som, se escutando e escutando cada elemento no processo de execução sonora.. onde todos somam, se escutam e respeitam o espaço de cada um, e a liberdade de para cada um de criar.. há momentos para criar e momentos para acompanhar, no fluxo do senso..

as notas fluem soltas como células, sem necessidade de ritmos prévios, exercitando o ritmo interno, permitindo que soe de acordo com o corpo.. nos andamentos mais lentos temos melhor percepção do som que se emite, sentindo a relação do som com o corpo, onde a música não pede nada, simplesmente flui..